Fim do Primeiro Semestre

Minha nossa, deixa eu tirar as teias de aranha desse blog que ficou abandonado nesse último mês! Desculpem o sumiço, mas é que realmente esse negócio de College é complicado, viu? Muita coisa pra entregar, muita prova e muita falta de disciplina me levaram a falta total de tempo. Mas nessas 2 semanas de férias eu vou me redimir!

Parece que foi ontem que eu contei meu desespero no primeiro dia de aula e de repente acabou o PRIMEIRO SEMESTRE. É sério, passou muito rápido. A boa notícia é que eu sobrevivi e passei, a má notícia não tem não rs. Separei em alguns tópicos principais minhas impressões. Lembrando que eu estudo no George Brown College, Computer System Technician, e tudo aqui é baseado na minha própria experiência.

  • College não é pra segurar visto

Eu sei e muita gente sabe que a grande maioria dos brasileiros que vem fazer College aqui optam por esse plano pois é a única opção que nos dá visto de trabalho e pontos para uma futura imigração. Eu me incluo nesse grupo e foi exatamente assim pra nós. Sinceramente, se tívessemos a opção de conseguir o visto de trabalho sem precisar estudar, teríamos optado por isso. Acontece que eu já ouvi muita gente falando que vai vir com esse mesmo plano, “e nem vai precisar de dedicar muito, porque é só pro visto mesmo, né?”. Definitivamente, não é! Se você não se dedicar, você simplesmente não passa, muitas vezes não consegue se matricular no próximo semestre, porque tem muita matéria dependente e aí prepare o bolso. Pra vir fazer College tem que estar realmente disposto a estudar!

  • Mais difícil do que eu esperava

Eu sabia que ia ser difícil, é uma área totalmente nova pra mim, sem contar o idioma. No fim o idioma foi o menor dos meus problemas, eu sempre tive um bom listening e isso ajudou muito, eu sempre entendi muito bem todas as aulas. O assunto sim foi uma dificuldade, eu tive que estudar muito fora de aula pra (tentar) acompanhar as matérias. Meu cérebro continua sendo de humanas e tem coisa que não entra na minha cabeça. rs Mas o mais difícil de tudo pra mim foi a carga de coisas exigidas pelos professores. Gente, eu estudei na USP, eu fiz pós-graduação e nada se compara ao College aqui, que é equivalente a um tecnólogo no Brasil. É muita coisa mesmo e se você não se planeja fica bem complicado. Eu conto nos dedos de uma mão quantos dias de final de semana eu fiquei a toa, porque um final de semana inteiro só o do meu aniversário mesmo. É muito trabalho e muita prova, você mal fez uma prova já tem outra. Final do semestre então, esquece! As últimas semanas foram insanas e olha que eu ainda não estou trabalhando. Meu conselho pra você e pra mim mesma: NÃO DEIXE ACUMULAR. Próximo semestre, meu objetivo é estudar todos os dias um pouco e não deixar tudo para o final de semana (ou de semestre).

  • Estrutura da escola

Por incrível que pareça (principalmente pelo preço) o George Brown é um College público, mas a estrutura é impecável. Tudo, absolutamente tudo, é novo, moderno e incrível. Desde a cadeira das salas de aula até as bolas de vôlei do ginásio. Vou dar um exemplo só pra ilustrar minha empolgação: a biblioteca. A biblioteca é enorme, tem mesas de trabalho em grupo, tomadas por todos os lados, muitos (muitos) computadores disponíveis pra busca de livros e uso geral, salas que você pode reservar para o seu grupo, uma área do silêncio reservada pra quem quer se concentrar, e a área dos livros em si. Até aí tudo “normal”, mas já é muito maior e mais bem cuidado do que o que eu tinha na USP. Mas o plus vem agora: computadores MAC; impressoras 3D; tablets, notebooks e carregadores que você pode pegar emprestado; e um sistema ótimo para você usar as impressoras, em que você coloca crédito na sua carteirinha da escola, loga com seu número de aluno em qualquer computador, manda o arquivo pra impressão, vai em uma das impressoras, encosta o seu cartão, ela te fala quanto vai custar e pronto, você imprime; pra finalizar, caso você não queria que a próprio impressora grampeie, o grampeador é elétrico.
Fora a parte física em si, eles oferecem muita coisa pra ajudar os alunos: food bank, que é tipo um mercadinho que os alunos podem “fazer compras” gratuitamente; setor de empregos; coach e orientação; feiras e eventos; aulas extras de matemática e inglês; e mais um monte de coisa! Resumindo, só elogios!

Essas foram as áreas que mais me marcaram nesse primeiro semestre e agora é aproveitar as  minhas duas semanas de FÉRIAS! No próximo post tenho uma novidade: MUDEI DE CURSO.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s